A C A D E M I A   C A R I O C A   D E   L E T R A S

 HOME     |     HISTÓRIA     |     DIRETORIA     |     ACADÊMICOS     |     AGENDA     |     INFORMATIVO     |     REVISTA    |     CONTATO

 

Cadeira 4

Patrono: Antônio de Morais Silva

Ocupantes: Lindolfo Gomes, Jorge de Lima, Moacyr Silva, Antenor Nascente, Paulino Jacques, Armindo Pereira, Marcos Almir Madeira

 Acadêmica atual: Sonia Sales

Nasceu no Rio de Janeiro, mas é paulistana há 27 anos. Com formação em Psicologia e Arte e cursos de extensão em Londres, Munique e Bruxelas, seus gêneros literários são: a poesia, o ensaio, e a literatura infanto-juvenil. Tem artigos sobre literatura, história, arte e cinema além de ensaios e poemas, publicados em revistas e jornais do Brasil e Exterior. Seus poemas são traduzidos para o espanhol, inglês, chinês e russo. Participa de antologias em Portugal, USA, Espanha e Brasil. Tem ministrado inúmeras palestras sobre literatura infanto-juvenil. Seu penúltimo livro recebeu o Prêmio Menotti Del Picchia da União Brasileira de Escritores – RJ. É Membro efetivo da Academia Carioca de Letras, do PEN Clube do Brasil, do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo e da União Brasileira de Escritores - SP.

Livros Publicados: A Chama Breve, poesia, 1996; Da Essência ao Divino, poesia, 1996; Ouvindo o Silêncio, poesia, 1998; Mar Começo do Céu, 1998; Girassóis Maduros, poesia, 2003; Da Rússia com Amor, 2003; A Montanha e o Vento, haikais, 2004; Reflexões sobre Eça de Queiroz, ensaios, 2004; O Segredo das Ervas Medicinais, infanto-juvenil, 2006; A Filha de Tupac Amaru, infanto-juvenil, 2006; Os Dedos da Morte, poesia, 2006; 50 Poemas Escolhidos pelo Autor, poesia, 2007.

Opiniões. Moacyr Scliar – “Os Dedos da Morte...que li com profunda admiração: seu talento poético transborda de cada poema, de cada verso. ‘Costuro Estrelas’, para ficar com um exemplo apenas, é maravilhoso!”; Ferreira Gullar – “Os Dedos da Morte...que li com interesse, sempre tocado pela dramaticidade de sua poesia...”; Affonso Romano de Sant’Anna – “Os Dedos da Morte... seu duplo livro de poemas tão bem editado e tão forte. Reli agora alguns dos seus poemas e eles me fizeram lhe enviar um abraço.”; Miguel Reale – “A Chama Breve demonstra como a poesia continua sendo uma das vocações essenciais da alma brasileira.”; Ledo Ivo – “A felicito pela vívida poesia marcada por um lirismo emocionado e por uma meditação existencial em que a fugacidade da vida se une à perenidade do mundo.”; Hélio Jaguaribe – “Excelentes poemas de fina sensibilidade e corajosa confrontação com a realidade da vida, como aventura pessoal para alguns e destituição social para muitos.”; Antonio Olinto – “Diante de uma poesia como a de Sonia Sales, há de louvar o seu amor à palavra e o modo como se apossa dela para levantar idéias em versos e buscar o entendimento do mundo.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 HOME     |     HISTÓRIA     |     DIRETORIA     |     ACADÊMICOS     |     AGENDA     |     INFORMATIVO     |     REVISTA    |     CONTATO


 Academia Carioca de Letras - Rua Teixeira de Freitas, 5 - Sala 306 - 3º Andar - Rio de Janeiro/RJ  -  CEP-20021-350
Tel. (21) 2224-3139 - academia@academiacariocadeletras.org.br
© 2012 Web Site - Equipe Academia Carioca de Letras - Direitos Reservados